Campinas/SP - Quinta, 17 de outubro de 2019 Agência de Notícias e Editora Comunicativa Ltda.  
 
 
  home
  comunicativa
  profissionais
  publicações
  clientes
  projetos
  entrevistas
  baú de notícias
  clippings
  galeria de fotos
  ensaios
  extra pauta
  cadastre-se !
  contato
Digite a expressão que deseja buscar
Cadastre-se e receba, por e-mail, as últimas do ClickNotícia.


Rua Alberto Belintani, 41
Telefone: (19) 3256-4863
Fax: (19) 3256-9059
CEP: 13087-680
Campinas-SP

 

CUSTO DA CONSTRUÇÃO REGISTRA DEFLAÇÃO EM SP  


Criado em setembro de 1934, o SindusCon-SP, Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo, reúne empresários que têm como objetivo atuar pelo desenvolvimento econômico e pelo crescimento do setor da construção civil. É o maior sindicato patronal da construção civil da América Latina e conta com uma sede no município de São Paulo, nove regionais e uma delegacia, distribuídas em pontos estratégicos no Estado.

A Regional Campinas atende na Rua Barão de Jaguara, 1481, cj. 142, em Campinas – SP.
Tel: 19 3236-7088
e-mail: sinduscps@sindusconsp.com.br www.sindusconsp.com.br


»
Baú de Notícias

   


Houve queda nos preços de vários materiais de construção, mão de obra e salário de engenheiros.


O CUB (Custo Unitário Básico) da construção civil do Estado de São Paulo teve queda de 0,10% em março, comparado a fevereiro. O CUB é o índice oficial, calculado pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e pela FGV Projetos, que reflete a variação dos custos do setor para utilização nos reajustes dos contratos da construção civil paulista.

Para o resultado, contribuíram as variações negativas nos custos dos materiais de construção
(-0,18%), da mão de obra (-0,02%) e dos salários médios dos engenheiros (-0,05%). A média ponderada entre essas variantes resultou na deflação (-0,10%) do CUB Representativo da construção civil paulista (R8-N) em março, equivalente ao custo de R$ 830,32 por metro quadrado.

Com isso, o CUB registra aumento acumulado de 0,54% no primeiro trimestre de 2009 e de 10,83% no acumulado dos doze meses encerrados em março.

Em março, os principais insumos da construção que tiveram aumentos de preços superiores à variação de -0,74% do IGP-M foram:
Brita 2 (+1,96%)
Vidro liso transparente 4 mm c/ massa (+1,82%)
Areia média lavada (+1,55%)
Impermeabilizante tipo Vedacit (+1,27%)
Janela de correr de 2 folhas (+1,09)
Cerâmica esmaltada 20X20cm (+0,99%)
Tábua de madeira de 3ª (+0,98%)
Tubo de PVC rígido p/ esgoto (+0,85%)
Concreto FCK=25 MPa (+0,43%)
Locação de betoneira elétrica (+0,18%)
Tinta látex branca PVA (+0,06%)


Mais Informações:
No SindusCon-SP:
Fone: (11) 3334 5662 E-mail: imprensa@sindusconsp.com.br
www.sindusconsp.com.br


 

 
 
   
   
« voltar  


   Clicknotícia® by Comunicativa    Política de Privacidade Desenvolvimento: Webcompany®