Campinas/SP - Terça, 25 de abril de 2017 Agência de Notícias e Editora Comunicativa Ltda.  
 
 
  home
  comunicativa
  profissionais
  publicações
  clientes
  projetos
  entrevistas
  baú de notícias
  clippings
  galeria de fotos
  ensaios
  extra pauta
  cadastre-se !
  contato
Digite a expressão que deseja buscar
Cadastre-se e receba, por e-mail, as últimas do ClickNotícia.


Rua Alberto Belintani, 41
Telefone: (19) 3256-4863
Fax: (19) 3256-9059
CEP: 13087-680
Campinas-SP

 

MAIS DE 120 MIL ESTUDANTES CONTRA ALEXANDRE DE MORAES  


Desde 2008 a Comunicativa passou a atuar no mercado de comunicação com características próprias de Agência de Notícias e Editora. Como Agência ela se propõe a levantar informações de interesse jornalístico, na macro região de Campinas, espontaneamente ou por demanda para difundí-las através do site www.clicknoticia.com.br. Como Editora ela coloca à disposição de instituições públicas ou privadas o seu corpo de profissionais para produção de publicações jornalísticas nas mídias hoje disponíveis. Ao conhecer a empresa e suas necessidades no setor de comunicação, podem ser sugeridas novas ferramentas através da elaboração de um Plano de Comunicação, incluindo jornal para os funcionários, publicações institucionais ou específicas para os clientes, abastecimento de sites, entre outras. Esse trabalho é pautado pelos critérios técnicos e a ética das notícias e suas conseqüências. A Comunicativa foi criada como prestadora de serviços jornalísticos em abril de 1996 em função da demanda de profissionais capacitados para interrelacionar o segmento corporativo e os veículos de comunicação jornalística. Fones: (19) 3256 4863 / 3256 9059


»
Baú de Notícias
» Galeria de Fotos

» Clipping

   


08/02/2017 - Segundo o centro acadêmico, Moraes não tem a “reputação ilibada” exigida pelo cargo, por ser autor de “constantes declarações e posturas histriônicas e fortemente partidarizadas“. O texto também critica a postura do atual ministro da Justiça na gestão da crise carcerária.

Os estudantes afirmam ainda que, ao defender tese de doutorado, em 2000, ele foi contra a indicação de ministros do STF com cargos de confiança no governo federal. O grupo também prega uma revolução na corte: “que seja adotado o modelo de mandatos com prazo definido para os juízes do Supremo”.

Caminho para a corte
Alexandre de Moraes não deve encontrar ampla resistência no Senado, que nunca rejeitou nenhuma indicação ao STF. Ele será sabatinado pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado, que aprovará ou não seu nome. Depois, o Plenário do Senado votará a indicação.

Integrante do PSDB paulista no governo, o ministro foi secretário de Segurança Pública do estado de São Paulo, da gestão Geraldo Alckmin (PSDB), e secretário municipal durante a prefeitura de Gilberto Kassab (PSD) (hoje ministro da Ciência e Tecnologia do governo Temer).

Antes de entrar na carreira política, foi promotor de Justiça em São Paulo e professor de Direito Constitucional da USP. É considerado um autor dos mais bem sucedidos da área jurídica — seu principal livro está na 32ª edição.

Ele já foi membro do Conselho Nacional de Justiça, em vaga destinada à Câmara dos Deputados. À época, seu nome chegou a ser rejeitado na primeira sabatina pelo Senado, mas os parlamentares decidiram fazer outro escrutínio e Moraes foi aprovado, em maio de 2005.

A partir de textos publicados por Moraes na ConJur entre 2013 e 2014, é possível ter uma ideia de como ele pretende se posicionar em diversos temas de Direito Constitucional.
 

 
 
   
   
« voltar  


   Clicknotícia® by Comunicativa    Política de Privacidade Desenvolvimento: Webcompany®