Campinas/SP - Quinta, 24 de setembro de 2020 Agência de Notícias e Editora Comunicativa Ltda.  
 
 
  home
  comunicativa
  profissionais
  publicações
  clientes
  projetos
  entrevistas
  baú de notícias
  clippings
  galeria de fotos
  ensaios
  extra pauta
  cadastre-se !
  contato
Digite a expressão que deseja buscar
Cadastre-se e receba, por e-mail, as últimas do ClickNotícia.


Rua Alberto Belintani, 41
Telefone: (19) 3256-4863
Fax: (19) 3256-9059
CEP: 13087-680
Campinas-SP

 

DIA NACIONAL DE COMBATE AO COLESTEROL E ALIMENTAÇÃO INFANTIL  


Desde 2008 a Comunicativa passou a atuar no mercado de comunicação com características próprias de Agência de Notícias e Editora. Como Agência ela se propõe a levantar informações de interesse jornalístico, na macro região de Campinas, espontaneamente ou por demanda para difundí-las através do site www.clicknoticia.com.br. Como Editora ela coloca à disposição de instituições públicas ou privadas o seu corpo de profissionais para produção de publicações jornalísticas nas mídias hoje disponíveis. Ao conhecer a empresa e suas necessidades no setor de comunicação, podem ser sugeridas novas ferramentas através da elaboração de um Plano de Comunicação, incluindo jornal para os funcionários, publicações institucionais ou específicas para os clientes, abastecimento de sites, entre outras. Esse trabalho é pautado pelos critérios técnicos e a ética das notícias e suas conseqüências. A Comunicativa foi criada como prestadora de serviços jornalísticos em abril de 1996 em função da demanda de profissionais capacitados para interrelacionar o segmento corporativo e os veículos de comunicação jornalística. Fones: (19) 3256 4863 / 3256 9059


»
Baú de Notícias
» Galeria de Fotos

» Clipping

   


07/08/2020 - A médica também fala da importância dos responsáveis em estimular a atividade física e mudanças nas atitudes. “É possível trocar os biscoitos e lanchinhos por algo mais natural, feito em casa mesmo. É fundamental não deixá-las paradas. Aproveite o quintal para estimular exercícios e atividades físicas. Caso não tenha um espaço maior, vale dançar na frente da tevê ou do computador”, comenta.

De acordo com a especialista, a união de estilo de vida desequilibrado – má alimentação e sedentarismo – e a genética podem favorecer o aumento dos níveis de colesterol ruim ou triglicérides no sangue, logo nos primeiros anos de vida, o que pode representar uma ameaça à saúde. “O alto colesterol está diretamente associado ao maior risco de infarto e acidente vascular cerebral. E a formação de placas de gordura nas artérias pode começar ainda na infância e levar às doenças cardiovasculares no futuro”, reitera a especialista.

Gabriela Kraemer explica que, como o colesterol elevado em geral não causa sintomas, a indicação é que o primeiro perfil lipídico seja realizado entre os 8 e 10 anos. Já em crianças com doenças crônicas, obesidade, diabetes, problemas renais ou autoimunes, assim como naquelas com histórico familiar de doença cardiovascular precoce (antes dos 50 anos) ou com histórico familiar desconhecido, a recomendação é que os exames sejam feitos a partir dos 2 anos.

“O diagnóstico e tratamento precoce fazem a diferença”, diz a endocrinologista. O tratamento inicial para uma criança com colesterol alto se baseia em mudanças de estilo de vida, com aumento da prática de atividade física e adequação da dieta. Se essas medidas não surtirem efeito, o tratamento com remédios pode ser recomendado. “Por isso o acompanhamento de um pediatra e/ou endocrinologista é fundamental”, ressalta.

Novos hábitos

Confira algumas dicas de alimentação infantil e hábitos saudáveis podem ser adotados durante a pandemia:

- Para evitar os lanches e doces durante o dia, crie uma rotina com horários definidos para cada refeição e procure fazer fazê-las em família para estimular a criança;
- Evite produtos industrializados como bolachas e salgadinhos. Se não for possível, não ofereça direto do pacote. Divida o alimento em porções para controlar a quantidade e evitar exageros;
- Para o lanche entre as refeições, prefira frutas. Deixe-as prontas para o consumo e à disposição da criança, lembrando sempre de oferecer água durante todo o dia.
- Especialmente nesse momento de quarentena, se possível, não leve as crianças ao mercado. Além de uma medida protetiva, evita que a criança fique com vontade de consumir produtos inadequados.

 

 
Cadastro de Jornalista  
   
   
« voltar  


   Clicknotícia® by Comunicativa    Política de Privacidade Desenvolvimento: Webcompany®