Campinas/SP - Sexta, 17 de setembro de 2021 Agência de Notícias e Editora Comunicativa Ltda.  
 
 
  home
  comunicativa
  profissionais
  publicações
  clientes
  projetos
  entrevistas
  baú de notícias
  clippings
  galeria de fotos
  ensaios
  extra pauta
  cadastre-se !
  contato
Digite a expressão que deseja buscar
Cadastre-se e receba, por e-mail, as últimas do ClickNotícia.


Rua Alberto Belintani, 41
Telefone: (19) 3256-4863
Fax: (19) 3256-9059
CEP: 13087-680
Campinas-SP

 

JORNALISTA CRIS BILLIS DESCREVE SUAS VIAGENS  


Desde 2008 a Comunicativa passou a atuar no mercado de comunicação com características próprias de Agência de Notícias e Editora. Como Agência ela se propõe a levantar informações de interesse jornalístico, na macro região de Campinas, espontaneamente ou por demanda para difundí-las através do site www.clicknoticia.com.br. Como Editora ela coloca à disposição de instituições públicas ou privadas o seu corpo de profissionais para produção de publicações jornalísticas nas mídias hoje disponíveis. Ao conhecer a empresa e suas necessidades no setor de comunicação, podem ser sugeridas novas ferramentas através da elaboração de um Plano de Comunicação, incluindo jornal para os funcionários, publicações institucionais ou específicas para os clientes, abastecimento de sites, entre outras. Esse trabalho é pautado pelos critérios técnicos e a ética das notícias e suas conseqüências. A Comunicativa foi criada como prestadora de serviços jornalísticos em abril de 1996 em função da demanda de profissionais capacitados para interrelacionar o segmento corporativo e os veículos de comunicação jornalística. Fones: (19) 3256 4863 / 3256 9059


»
Baú de Notícias
» Galeria de Fotos

» Clipping

   


CAMPINAS/SP


NA MOCHILA da Cris Billis

Quatro dias em Visconde de Mauá
Qual é a sua concepção de paraíso na Terra? Além da natureza exuberante, com ar puro e água cristalina, minha ideia de paraíso abrange o lado humano: pessoas felizes, saudáveis e fraternas, zero criminalidade e fome, pets comunitários sendo bem cuidados... Eu havia encontrado isso em Fernando de Noronha e agora no feriado de 7 de Setembro conheci mais um paraíso, dessa vez nas montanhas: Visconde de Mauá.
Conversei com moradores e percebi uma tranquilidade e alegria que não têm preço. Só saem de lá quando precisam. Por exemplo, ir ao banco, já que lá não tem. Mas, voltam rapidinho.

Povoado e não cidade!
Descobri que Visconde de Mauá não é uma cidade e sim um povoado. Pertence às cidades de Resende e Itatiaia (RJ), além de Bocaina de Minas (MG), e está na parte alta da Serra da Mantiqueira, a 1.200 metros de altitude. Dependendo de sua localização, você está no estado do Rio de Janeiro ou em Minas Gerais. Foi pitoresco pra mim, atravessar uma ponte a pé e estar em outro estado – jantar em Minas e ver lojinhas no Rio de Janeiro, por exemplo.
Mesmo sendo uma região pequena, Visconde de Mauá é toda segmentada. São três vilas micros – Mauá, Maringá e Maromba, diversos vales e uma parte do povoado localizada dentro do Parque Nacional do Itatiaia.

Origem: explorado por um Visconde
Assim como nosso país, Visconde de Mauá também surgiu da exploração de suas terras. Em 1870, o governo imperial concedeu ao barão Irineu Evangelista de Sousa o direito de explorar a madeira para ser transformada em carvão vegetal. Futuramente, o barão se tornou o Visconde de Mauá e as terras passaram para seu filho Henrique que instalou em 1889 um núcleo de imigrantes europeus. Sem sucesso na empreitada, o governo federal comprou as terras de Henrique em 1908 e o povoamento continuou com algumas famílias alemãs iniciando a atividade turística da região. Na década de 1970, os hippies descobriram o povoamento e até hoje dão os ares e a vibe ao local.

Turismo ecológico em trilhas e cachoeiras

Alcantilado
O ponto alto de Visconde de Mauá são as lindas cachoeiras. Na minha chegada, conheci as cachoeiras do Alcantilado, que fica na região pertencente a Bocaina de Minas (MG), em uma propriedade particular. Paga-se R$ 28 de entrada por pessoa e é óbvio que vale cada centavo! Percorri uma trilha de subida de 1,5 km (3 km ida e volta) que passou por nove cachoeiras (8 próprias para banho) até chegar no alto do vale.
Tudo muito lindo, preservado, em contato com a natureza e com os animais da região. Tanto que uma cobra urutu cruzou meu caminho no percurso.

Cachoeira do Escorrega
A cachoeira do Escorrega, na Vila da Maromba, é pura diversão. Isso porque ela tem uma grande pedra lisinha que é feita de tobogã para escorregar em um poço d’água. Pra mim, a água gelada não foi convidativa para a brincadeira, mas me diverti só de olhar os aventureiros por lá. Depois fui com minha galera – namorado e seus filhos – no bar Escorrega ao lado. A pedida por lá é comer truta, cultivada em tanques da região e apreciar as cervejas artesanais Escorrega Beer.

(Foto – eu na Cachoeira de Santa Clara)
Pausa para foto na Cachoeira de Santa Clara: com os raios de sol iluminando a água, foi a mais bonita que vi.

(Foto – Poço do marimbondo)
Poço do marimbondo, no Vale do Pavão. A água mais cristalina de todos os passeios. Deveria se chamar poço das aranhas, porque tinha várias por lá nas pedras.

Gastronomia tem muita truta e comida mineira
Visconde de Mauá se tornou um ótimo lugar para a criação de trutas: tem água bem gelada e cristalina para os tanques. Além das trutas grelhadas nos restaurantes, você também encontra outras versões pra levar pra casa, como patê de truta e truta defumada. Tem até versões com damasco, castanha e nozes.
(Foto da truta defumada em lata)
Pra quem gosta de apreciar uma comida brasileira refinada, a dica é conferir o restaurante Gosto com Gosto, da badalada chef Mônica Rangel. Ela foi jurada do Programa Cozinheiros em Ação no GNT e foi cozinheira oficial da Copa do Mundo da Alemanha.

Frango cozido na panela de pedra-sabão. Acompanha arroz, feijão e angu de ora-pro-nóbis

Dica de hospedagem
Colher de chá
A pousada Colher de Chá é um sonho. São poucos chalés, que lembram casinhas de boneca, às margens do rio Preto. E o café da manhã é delicioso – com pães caseiros saídos do forno na hora, assim como os pães de queijo quentinhos. Coisas que fazem a diferença no desjejum. Fui e volto!


 


Outras fotos :



 
Cadastro de Jornalista  
   
   
« voltar  


   Clicknotícia® by Comunicativa    Política de Privacidade