Campinas/SP - Terça, 25 de janeiro de 2022 Agência de Notícias e Editora Gigo Notícias  
 
 
  home
  gigo notícias
  profissionais
  publicações
  clientes
  projetos
  entrevistas
  baú de notícias
  clippings
  galeria de fotos
  ensaios
  extra pauta
  cadastre-se !
  contato
Digite a expressão que deseja buscar
Cadastre-se e receba, por e-mail, as últimas do ClickNotícia.


Rua Alberto Belintani, 41
Whatsapp: (19) 98783-5187
CEP: 13087-680
Campinas-SP

 

CPI DAS CAVAS SUBAQUÁTICAS RECEBE PRIMEIROS DOCUMENTOS  


A GIGO NOTÍCIAS assumiu, desde 2021 as funções que desde 2008 a Comunicativa atuava no mercado de comunicação com características próprias de Agência de Notícias e Editora. Assim, também como agência, a GIGO NOTÌCIAS se propõe a levantar informações de interesse jornalístico, na macro região de Campinas, espontaneamente ou por demanda para difundí-las através do site www.clicknoticia.com.br. Como Editora ela coloca à disposição de instituições públicas ou privadas o seu corpo de profissionais para produção de publicações jornalísticas em todas mídias disponíveis. Ao conhecer a empresa e suas necessidades no setor de comunicação, podem ser sugeridas ferramentas através da elaboração de um Plano de Comunicação, incluindo jornal para os funcionários, publicações institucionais ou específicas para os clientes, produção de conteúdo para sites, criação de hubs e sites responsivos, entre outras. Esse trabalho é pautado por critérios profissionais e éticos acim a de tudo. A Comunicativa Assessoria e Consultoria Jornalística foi criada como prestadora de serviços jornalísticos em abril de 1996 em função da demanda de profissionais capacitados para interrelacionar o segmento corporativo e os veículos de comunicação jornalística. Fone/WS: (19) 987-835187 - (19) 88156-6014


»
Baú de Notícias
» Galeria de Fotos

» Clipping

   



CAMPINAS/SP


CPI das Cavas Subaquáticas recebe primeiros documentos sobre investigações em andamento sobre a obra

Inquéritos criminais investigam possíveis irregularidades em licenças ambientais e vazamentos de materiais tóxicos no mar

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) das Cavas Subaquáticas da Assembleia Legislativa de São Paulo recebeu as primeiras informações relacionadas à Cava Subaquática do Casqueiro (CAD), entre Santos e Cubatão. O dossiê enviado pela Ultrafértil S.A, uma das empresas responsáveis pela cratera, contém quatro ações judiciais cíveis e três criminais.

Dentre os processos cíveis, estão dois que pedem a paralisação da construção da cava e do despejo dos materiais dragados do Canal de Piaçaguera. No primeiro deles, apresentado pelo Ministério Público Federal e Estadual, além da União, foi proferida decisão favorável ao seguimento do processo de abertura da cava. Já o segundo, proposto pelo pesquisador Jeffer Castelo Branco, está em fase de citação dos réus, Cetesb e Usiminas.

Há também uma ação apresentada pela própria Ultrafértil S.A para anular uma notificação da Superintendência do Patrimônio da União, responsável por determinar a paralisação das obras de dragagem e construção da cava. Em 2019, foi emitida a sentença que garante à empresa o direito de seguir com as obras.

O último processo é de autoria da Ilha das Cobras Empreendimentos Imobiliários Ltda. e não trata do mesmo objeto investigado pela CPI, visto que está relacionado à posse de uma ilha próxima à CAD.

Entre os inquéritos policiais, estão dois, ambos da Delegacia de Polícia Federal de Santos, que apuram possíveis despejos de materiais tóxicos no mar por parte das empresas responsáveis pela cava subaquática e irregularidades nas licenças concedidas pela Cetesb.

O terceiro inquérito tramitava no 1º Distrito Policial de Cubatão e também apurava supostos vazamentos de poluentes decorrentes da construção da CAD, entretanto, já foi arquivado.

Todas estas informações serão utilizadas pela CPI para a melhor condução dos trabalhos e uma apuração mais detalhada sobre a pauta, como explica o deputado Professor Walter Vicioni (DEM). "Nós vamos examinar os documentos e ver as relações de causas entre o que está exposto e o que pensa a comissão. A gente tem que olhar isso com profundidade e com atenção para não cometermos injustiças", disse.

Na última quarta-feira (10/11), aconteceu a 6ª Reunião da CPI, onde foram aprovados os encaminhamentos de convites para especialistas e representantes da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) para prestarem esclarecimentos.



O que é uma cava subaquática?

Cava subaquática é uma cratera aberta debaixo da água para despejo de sedimentos, lixo e materiais contaminados. A cava feita no estuário entre Santos e Cubatão é maior que o estádio do Maracanã, com dimensões de 400 metros de diâmetro por 25 metros de profundidade, e está preenchida por cerca de 2,4 bilhões de litros de sedimentos.

Ela foi aberta e escavada sob responsabilidade da Usiminas e da VLI, empresa de logística da Vale, em 2017 para despejo de material retirado durante a dragagem (desassoreamento do fundo de canais) do canal de Piaçaguera.

Entretanto, antes da década de 70, não existiam políticas de prevenção aos dejetos altamente contaminados por metais pesados que circulavam pela região, o que perpetuou a concentração desses sedimentos no fundo do estuário durante as décadas de 60 e 70.

Esse processo ocorreu devido às atividades industriais que estavam mais afastadas da costa, sendo o canal de Piaçaguera aberto para possibilitar a navegação das embarcações que levavam matéria-prima à Cosipa (Companhia Siderúrgica Paulista), por exemplo, e que voltavam à costa com material acabado.
 


Outras fotos :



 
Cadastro de Jornalista  
   
   
« voltar  


   Gigo Notícias    Política de Privacidade