Campinas/SP - Sexta, 22 de janeiro de 2021 Agência de Notícias e Editora Comunicativa Ltda.  
 
 
  home
  comunicativa
  profissionais
  publicações
  clientes
  projetos
  entrevistas
  baú de notícias
  clippings
  galeria de fotos
  ensaios
  extra pauta
  cadastre-se !
  contato
Digite a expressão que deseja buscar
Cadastre-se e receba, por e-mail, as últimas do ClickNotícia.


Rua Alberto Belintani, 41
Telefone: (19) 3256-4863
Fax: (19) 3256-9059
CEP: 13087-680
Campinas-SP

 

MDT LANÇA AÇÃO NACIONAL PARA BARATEAR TARIFAS  


O Movimento Nacional pelo Direito ao Transporte Público de Qualidade para Todos (MDT) foi criado em setembro/2003 como um movimento suprapartidário apoiado por cerca de 450 entidades dos mais diversos setores da sociedade (movimentos sociais, populares e sindicais, empresários, universidades, poder público, profissionais liberais, entre outros). Seu objetivo é inserir na agenda social e econômica do país o transporte público como um direito para todos. A Frente Parlamentar do Transporte Público, com cerca de 150 parlamentares de todos os partidos, é o braço político do MDT na Câmara Federal e o Senado. A Secretaria Executiva do Movimento é exercida pela Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), que conta com o apoio de um secretariado constituído por várias entidades. Para 2005, o MDT definiu como sua principal prioridade o barateamento das tarifas do transporte público urbano. Contatos: (11) 3371 2299 ou mdt@antp.org.br Alameda Santos, 1000 – 7. andar, cep: 01418-1000 – São Paulo/SP

www.tarifacidada.org.br


»
Baú de Notícias

   


O MDT (Movimento Nacional pelo Direito ao Transporte Público de Qualidade Para Todos) apresentará à imprensa, nesta quarta-feira (dia 15 de junho) suas propostas para contribuir na redução dos impactos econômicos e sociais causados pelas tarifas do transporte público urbano.
A entidade estará lançando uma campanha de conscientização da população chamada Ação Nacional Tarifa Cidadã, onde detalha a planilha que define os custos das tarifas e os impactos sociais e econômicos causados pela crise no transporte público.
Para isso, mostra a viabilidade de medidas relacionadas a justiça tributária, custeio para as gratuidades e preço justo dos combustíveis (itens respondem por quase a metade do valor que o usuário desembolsa).
“Queremos conscientizar o usuário do ônibus urbano sobre o que ela paga hoje e como poderia estar pagando menos se o transporte público fosse tratado como um direito essencial previsto na Constituição, como é a saúde e educação”, explica Nazareno Affonso, coordenador nacional do MDT.
A campanha é financiada pelo MDT, entidade suprapartidária apoiada por aproximadamente 460 entidades dos mais diversos setores da sociedade (movimentos sociais, populares e sindicais, empresários, universidades, poder público, profissionais liberais, entre outros). A veiculação será em rádios, TVs, jornais e outdoors, cartazes em ônibus além de cartilhas e folhetos para a população.

A entrevista coletiva será quarta, dia 15, às 11h, no Instituto de Engenharia, em São Paulo (Rua Dante Pazzanese, 120, Vila Mariana – Fone 11. 5549 6854)
No Rio de Janeiro, mesmo dia e horário, na Sociedade dos Engenheiros e Arquitetos do Estado do Rio de Janeiro (Rua do Russel n.01 – Glória / Fone (21) 2205 6797).
O entrevistado de SP será Nazareno Stanislau Affonso, coordenador Nacional do MDT. Arquiteto Urbanista e mestre em Estruturas Ambientais Urbanas, foi Secretário de Transportes de Brasília/DF (95-97), Porto Alegre/RS(93-94) e Santo André/SP (89-92). Tem uma história de mais de dez anos de atuação junto aos movimentos reivindicativos por melhores condições de transportes no país e participada coordenação do Fórum Nacional da Reforma Urbana, é superintendente da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP) e tem vários trabalhos publicados na área de mobilidade urbana. – contato pelo fone (11) 3371 2299.
O entrevistado do RJ será Marcos Bicalho dos Santos, Engenheiro Civil com mestrado em Engenharia de Transporte. Atuou profissionalmente por 25 anos na Rede Ferroviária Federal e na Companhia Brasileira de Trens Urbanos (Metrô BH). Atualmente é executivo da NTU (Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos) entidade que representa mais de 600 operadores operadores viários de todo pais e tem desenvolvido importantes pesquisas sobre o setor, além de incentivar programas de qualidade. É membro da Coordenação do MDT. Contato pelo fone (61) 2103 9293.

ALGUNS PONTOS SOBRE A CRISE DO TRANSPORTE PÚBLICO URBANO NO PAÍS:

· 37 milhões de pessoas no Brasil não têm acesso ao transporte público, por falta de dinheiro para pagamento das passagens. A cada 10% de aumento no valor da tarifa, cerca de 3% de usuários deixam de utilizar o serviço. Nos últimos 10 anos, o transporte público perdeu cerca de 40% de seus usuários.

· O gasto com transporte público consome 22% da renda familiar do trabalhador da RMSP (Região Metropolitana de São Paulo) e 15% da RMRJ (Região Metropolitana do Rio de Janeiro). Cerca de 35% dos brasileiros que vivem nas grandes cidades não têm acesso ao transporte público devido ao custo das tarifas, inibindo oportunidades de acesso ao trabalho, ao estudo, à saúde e ao lazer.

· 90% da demanda do transporte público no Brasil são atendidas por ônibus e o segmento do transporte público no Brasil é responsável por 1% do PIB (Produto Interno Bruto). O setor emprega diretamente cerca de 500 mil pessoas.

· 30% do preço da tarifa de ônibus pagas pelo usuário são de tributos, 19% de gratuidades e 25% do preço de combustíveis. É sobre esses itens que o MDT tem propostas concretas e viáveis de redução de custos.

Saiba mais sobre o movimento e suas propostas no site: www.tarifacidada.org.br


 

 
 
   
   
« voltar  


   Clicknotícia® by Comunicativa    Política de Privacidade Desenvolvimento: Webcompany®