Campinas/SP - Segunda, 11 de dezembro de 2017 Agência de Notícias e Editora Comunicativa Ltda.  
 
 
  home
  comunicativa
  profissionais
  publicações
  clientes
  projetos
  entrevistas
  baú de notícias
  clippings
  galeria de fotos
  ensaios
  extra pauta
  cadastre-se !
  contato
Digite a expressão que deseja buscar
Cadastre-se e receba, por e-mail, as últimas do ClickNotícia.


Rua Alberto Belintani, 41
Telefone: (19) 3256-4863
Fax: (19) 3256-9059
CEP: 13087-680
Campinas-SP

 


ENTREVISTA

 

ALFRIED PLÖGER  

Presidente da Fundação Visconde de Porto Seguro


Quem é Alfried Plöger?

Ele nasceu na Alemanha em 1º de junho de 1939 e é brasileiro naturalizado desde 1980. Foi aluno do Colégio Visconde de Porto Seguro. É formado em Economia na Alemanha. Além de presidente da fundação Visconde de Porto Seguro, é presidente da Abrasca – Associação Brasileira das Companhias Abertas; membro do Conselho Superior e Conselho Vitalício da Associação Comercial de São Paulo; diretor financeiro da Abigraf – Associação Brasileira da Industria Gráfica; diretor financeiro do Sindicato Gráfico; diretor financeiro da ABTG – Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica; diretor de finanças do Depecon – Departamento de Pesquisas e Estudos Economicos da FIES/CIESP – Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo; membro do COEMA – Conselho Temático Permanente de Meio Ambiente da Confederação Nacional da Indústria; membro do Conselho Editorial da Revista Banco Hoje; conselheiro da Sociedade Beneficente Alemã; conselheiro fiscal do Hospital Alemão Oswaldo Cruz e membro do Conselho Diretor da ACM – Associação Cristã de Moços.


A entrevista deste mês de maio é com Alfried Plöger, presidente da Fundação Visconde de Porto Seguro, mantenedora do Colégio Visconde de Porto Seguro com unidades nas cidades de São Paulo e Valinhos. A escolha se deve ao Prêmio de Educação Visconde de Porto Seguro que a fundação volta a oferecer, em 2001, depois de 23 anos. Desta vez o Conselho Consultivo da fundação decidiu premiar, Dorina de Gouveia Nowwill, criadora, em 1946, da Fundação para o Livro do Cego no Brasil que, desde 1991, passou a Fundação Dorina Nowill para Cegos.

Clicknoticia: por que a Fundação Visconde de Porto Seguro deixou passar 23 anos para atribuir o Prêmio Educação Visconde de Porto Seguro?
Alfried Plöger: o motivo verdadeiro é um só: durante todos estes anos não houve indicação de um só nome que tivesse a aprovação unânime do Conselho Consultivo. No nosso modo de ver são merecedores deste prêmio, apenas os tops dos tops.

Clicknoticia: mas por que só agora a criadora da Fundação para o Livro do Cego no Brasil foi premiada?
Alfried Plöger: Nosso último prêmio foi oferecido ao educador e professor Amilcar Turelli, diretor do Colégio Visconde de Porto Seguro por muitos anos, em 1978, quando comemoramos nosso centenários no Brasil. De lá para cá alguns nomes foram apontados sem que obtivessem a unanimidade do Conselho. O tempo passou e chegamos a 2001, Ano Internacional do Voluntariado. Buscando nomes que pudessem somar contribuição à educação e trabalho voluntário, chegamos ao nome de dona Dorina Nowill que, submetido ao Conselho, recebeu a aprovação geral.

Clicknoticia: foi assim mesmo, de pronto, indicaram, aprovaram?
Alfried Plöger: quase. Cumprimos alguns quesitos como avaliar currículo, por exemplo, mas tudo só contribuía, cada vez mais, para que seu nome fosse referendado pelo Conselho Consultivo. Além disso sabemos que não somos os únicos a escolherem dona Dorina Nowill como premiada. Em função do Ano Internacional do Voluntariado, outras instituições a escolheram para prêmios diversos.

Clicknoticia: é o nome top do top?
Alfried Plöger: Exatamente isso. Eu até diria que no Brasil, tudo que existe hoje em termos de educação para cego, não tenho a menor dúvida em dizer, que ela é responsável por isso.

Clicknoticia: que importância o presidente da Fundação Visconde de Porto Seguro atribui ao prêmio?
Alfried Plöger: primeiro é o fato de não ser um prêmio simbólico apenas. Além do diploma e da medalha de ouro, há uma significativa quantia em dinheiro que, este ano, é de 50 mil reais, oferecida ao premiado. Assim também, não podemos deixar de ressaltar o peso que a Fundação Visconde de Porto Seguro empresta ao prêmio, pela sua estrutura bi-cultural, Brasil/Alemanha e pelos seus mais de 120 anos de atuação aqui no país sempre voltada para a educação e cultura.

Clicknoticia: o que a Fundação espera oferecendo este prêmio?
Alfried Plöger: o objetivo principal da Fundação ao oferecer o prêmio é difundir uma justa compreensão da importância da tarefa educativa, especialmente se levarmos em conta a época em que vivemos onde a educação da juventude deve servir como ponto de partida para um mundo melhor. Pretendemos reconhecer e projetar nacionalmente nomes que tenham contribuído de maneira significativa para isso.

Clicknoticia: quem já foi contemplado com o prêmio?
Alfried Plöger: de 1957 até hoje, incluindo Dorina Nowill, foram sete contemplados. O primeiro foi o professor Dr. Antonio Ferreira de Almeida Jr.; depois em 1964, foi a vez do professor Dr. Fernando de Azevedo; em 1965, professor Manoel Bergström Lourenço Filho; em 1968, professor Dr. Carlos Pasquale; 1970, Jarbas Passarinho; e, em 1978, professor Hamilcar Turelli.

Clicknoticia: a entrega do prêmio é motivo de festa?
Alfried Plöger: sim. Sempre procuramos fazer uma solenidade a altura do prêmio e do premiado. Sempre convidamos nomes importantes do segmento educação, cultura e da área do premiado, tanto do Brasil como da Alemanha. Este ano, para a entrega solene foi convidado o ministro da Educação, professor Paulo Renato Souza e entre os alemães, está o presidente do Instituto do Cego e Deficiente Visual da Alemanha, Jurgen Lubnau.

Clicknoticia: este ano está sendo marcado pelo Prêmio Educação Visconde de Porto Seguro que não era editado há mais de 20 anos. E para o futuro quais são os planos da Fundação?
Alfried Plöger: estamos com dois projetos em andamento que, esperamos concluir até o início de 2002. Aqui na Unidade I, no Morumbi, estamos implementando reforma na atual biblioteca que vai nos permitir construir um auditório para aproximadamente 600 pessoas, dotado dos mais modernos recursos para apresentações de teatro e audiovisuais além de uma nova biblioteca totalmente informatizada. O outro projeto é a construção da Unidade IV, em terreno em frente à Unidade III, no Panambi, que funcionará como Maternal, recebendo cerca de 600 crianças com idade entre 1 e 4 anos.

Clicknoticia: a Fundação manterá, então, a partir de 2002, quatro unidades escolares. Qual é a dimensão desta responsabilidade?
Alfried Plöger: a partir de 2002 vamos estar muito próximos dos 10 mil alunos. Se mantivermos nossa taxa de matrículas e somarmos as novas 600 vagas do Maternal chegaremos aos 9.900 alunos.

Clicknoticia: isto para quantos professores e funcionários?
Alfried Plöger: são 450 professores, 170 funcionários no administrativo e 250 na manutenção. Com os contratados para o Maternal em 2002, passaremos dos mil funcionários, o que dará a relação de 1 para cada grupo de 10 alunos aproximadamente.

Clicknoticia: para administrar isso tudo onde a Fundação concentra suas forças?
Alfried Plöger: em primeiro lugar está nosso corpo de professores, mas temos preocupação especial com a manutenção e, por isso, o grande número de funcionários concentrados nesse setor. Manter nossos espaços funcionando perfeitamente exige esforço muito grande. Nossas unidades ocupam espaços imensos. A Unidade I ocupa cerca de 110 mil metros quadrados; a Unidade II, em Valinhos, 150 mil; a Unidade III cerca de 60 mil e a Unidade IV também deve chegar a isso. Como todas abrigam muitas áreas verdes o cuidado com a limpeza precisa ser constante. Além disso, todo serviço de manutenção – eletricista, encanador, marceneiro, carpinteiro, pintor, jardineiro – é realizado por funcionários contratados. Se por um lado cresce nossa responsabilidade enquanto empregador, por outro o resultado final é aquele que pode ser observado por quem quer que entre em qualquer uma de nossas unidades. O serviço é nota dez.


 


  • ALFRIED PLÖGER -1/6/2001
  • LUIZ ANTONIO FERNANDES -19/2/2002
  • DORIVAL BRUNI-18/4/2002
  • NEI LOPES-19/9/2002
  • MONARCO DA PORTELA-4/10/2002
  • NELSON SARGENTO-18/10/2002
  • RODRIGO BAGGIO-6/8/2003
  • LUIZ GRACIOSO-17/9/2003
  • JUREMA ESTEBAN-22/9/2003
  • BRUNO WILHELM SPECK-19/11/2003
  • SIMONE MENEZES-17/12/2004
  • Nazareno Stanislau Affonso-11/8/2005
  • GUILHERME DE BRITO-27/4/2006
  • SÍLVIO SAIDEMBERG-9/10/2006
  • CELSO PIXINGA-26/1/2007
  • MARCOS FROTA-1/10/2009
  • Entrevista com Philippe Descola -12/8/2011
  • ALMINO AFFONSO-14/10/2014
  • LÉA ZIGGIATTI -02/03/2016-2/3/2016
  • HERMAN JUNIOR-12/9/2017
  • GUILHERME FELICIANO-15/11/2017

  •    Clicknotícia® by Comunicativa    Política de Privacidade Desenvolvimento: Webcompany®